?

Log in

Tomo um café nas horas frias da manhã Uma enorme tempestade se… - ... indefinições ... [entries|archive|friends|userinfo]
morninga

[ website | Fotolog ]
[ userinfo | livejournal userinfo ]
[ archive | journal archive ]

[Dec. 18th, 2005|08:26 pm]
morninga
[mood |happyhappy]
[music |Bloc Party . Silence Alarm [album]]

Tomo um café nas horas frias da manhã

Uma enorme tempestade se adivinha...

Mas como se está um optimo sol de inverno?

Esperei tanto tempo por isto

Para me ver livre desta tempestade...

Se eu correr mais um bocadinho, alcanço-te

Para te inundar de papeis ridículos e prontos a serem reciclados.

Eu sei , meu amor, que o mundo grita e gira como se estivesse dentro de uma gaiola.

Eu sei , meu amor, que me perco nas riscas e nos quadrados das minhas memórias; que me fecho como girassois no Outono.

Quem me dera poder parar o tempo, situa-lo naqueles momentos em que está sol e o comboio apenas tem um destino: o de ficar e não partir.

Toco num lenço com toda a delicadeza, como se fosse a tua mão... mas como não é a tua mão, acabo por amarrota-lo e deitar fora, para o meio do rio, de modo a que fique a boiar, em cima do mar, já que o meu corpo se afunda nele.

Vejo as nuvens a brilhar no meio da tempestade, como algodão...

 

Como tu...!

 

 

linkReply